Desabafo sobre a greve nas ETECs

27 maio

         Eu não sei como começar este texto! Já vou avisando que é um desabafo, não como aquele que fiz em relação aos blogs literários, mas um que diz respeito a uma das coisas mais sagradas no mundo: A Educação.

            Eu estudava em uma escola muito boa, o ensino era puxado e difícil, mas mesmo assim eu amava (e ainda amo) aquela escola! Isso até que minha família descobriu que não poderia pagar o ensino médio para mim. Naquele ano prestei vestibulinho só por que todo mundo estava prestando e sem estudar NADA, acabei passando!

            A ETEC salvou minha vida! Se eu não tivesse prestado o vestibulinho, onde eu estaria agora? Não vou dizer que o ensino é tão bom como o da minha antiga escola, eu estaria mentindo se fizesse isso! A infra-estrutura, os colegas (selecionados e não tão abastados, sabem que a única maneira de vencer na vida é estudando, sabem que se falharem, não vão ter o pai por trás para ‘’passar o cheque’’) e o amadurecimento que esta escola me proporcionou(e me proporciona até hoje!) são dignos de um MB. Até que minha amada escola, em conjunto com diversas outras ETECs entrou em greve!

            Por favor, me perdoem se este texto possuir algum erro estou emocionada e ao mesmo tempo enraivecida!

            Minha família por parte de mãe veio do Uruguai, saíram de La fugindo de uma ditadura militar. Até hoje minha avó começa a me contar as historias e não termina de tanto que chora e minha mãe ainda escuta o barulho dos tanques de guerra!

            Comparo esta situação com a de uma ditadura já que essa greve completa duas semanas  e NÃO saiu absolutamente NADA na mídia sobre ela! Sinto-me amordaçada, preciso desabafar de alguma forma e meu pequeno blog vai ser o espaço aonde eu vou conseguir fazer isso!

            A liberdade de expressão foi conquistada com o sangue e o suor de muitos jornalistas mortos, torturados e exilados. Eu sei que na ditadura tudo foi muito pior(seu também que muitos de vocês que me lêem agora, querem me matar por estar comparando uma ‘’simples’’ greve com uma ditadura!) Mas me expliquem, de que vale a pena uma ditadura em que muitos foram mortos e exilados, para hoje ficarmos calados e omitirmos informações em nome de governo?

            Digo isso, pois cansei de saber de inúmeras manifestações feitas pelos professores do Centro Paula Souza que não saíram em NENHUM veiculo de informação ( a não ser no jornal do sindicato!)

            Em uma sexta-feira eles fizeram um protesto na avenida paulista, quando entro em vários sites de noticia, a pagina principal deles possui a seguinte manchete: ‘’Protesto de Índios contra a usina de belo monte paralisa a Paulista!’’ ( Não desmerecendo esta causa, de maneira alguma! Mas se não tivermos educação nem profissionais qualificados, como vamos saber usar a energia?) Poucos dias depois, pergunto á uma professora o que havia acontecido e ela me explica que os índios só iam para a avenida quando o farol fechava e que os professores estavam em maior numero!

            Quando estou em sala de aula, não sinto como se merecesse ela! Sinto que meus professores estão fazendo um favor para mim! Acordando cedo e corrigindo provas até tarde da noite!

            Eles recebem um salário de R$ 10, 00 a hora aula! Isso dá cerca de R$600,00 por mês! Um profissional qualificado, com diversos cursos e graduações e muitas vezes formado em universidades publicas, merece este salário? Entendam minha revolta! As aulas que um dia (rezo a Deus) irão me colocar em uma universidade publica custam apenas R$10,00!

            O governo se orgulha das ETECs, e esta certo nisso! São iniciativas educacionais ótimas! Mas eles constroem  em diversos lugares, muitas vezes sem a infra-estrutura e sem profissionais qualificados!

            Por favor, peco a vocês que se sensibilizem com este texto. Nos alunos não podemos faltar na escola, pois temos medo da pressão psicológica que alguns professores não grevistas fazem contra nós( e eu não me refiro á aqueles que não podem aderir a greve por motivos contratuais!) e para o Centro Paula Souza, o ‘’parecer’’ que a escola esta funcionando já é o suficiente para não darem a atenção necessária á greve!Bem que eu queria ir aos protestos, mas no auge dos meus 16 anos e 3 meses, e no alto dos meus 1,55 de altura, vai ser muito, muito difícil escapar da minha mãe!

            Faço assim o uso da minha liberdade de expressão, e peco aos jornais que façam o mesmo, já que para todos, educação é essencial! Vocês não sabem a angustia que me dá ver aquela escola vazia!

            Eu também não quero bolsas de grife ou livros caros! Só quero algo que me é garantido pela constituição! A educação!

Coloco aqui a Carta á Comunidade das ETECs e FATECs do Centro Paula Souza

Os professores e funcionários das Escolas Tecnicas(ETECs) e das Faculdades de Tecnologia(FATECs), do Centro Paula Souza(Ceeteps), comunicam a comunidade escolar que, após dois meses sem qualquer resposta do governo as nossas reivindicações salariais, não restou outro caminho senão a GREVE GERAL POR TEMPO INDETERMINADO.

            Apesar da imensa propaganda que o governo faz do nosso trabalho, nossos salários são os menores do Brasil, poucos trabalhadores tem direito ao vale transporte; muitos poucos tem direito ao vale alimentação (cujo valor é R$4,00 por dia); o governo descumpre a legislação e não implanta os serviços de Medicina e Segurança do Trabalho nas unidades, o que nos impede de convalescer com dignidade. Nossa política salarial é desrespeitada desde 1996 e, apesar dos ganhos judiciais, o governo faz ouvidos moucos e ignora o nosso direito ao reajuste salarial anual.

            Durante todos os anos de 2009 e 2010, tentamos conversar com o governo, apresentando as reinvidicacoes da categoria, mas não houve retorno. Com o novo governo, tentamos novamente e não houve nenhuma sinalização de dialogo.

            A situação esta insuportável. A categoria não titubeou e votou macicamente pela GREVE.

            Tanto como os demais trabalhadores do país somos pais e mães e temos obrigações com nossas famílias. Não é possível agüentar mais um ano sem recomposição das perdas salariais, que já ultrapassam a casa dos 58% para os professores e 71% para os funcionários.

            A historia nos mostra o caminho: nosso ultimo reajuste salarial foi em 2005, em razão dos 80 DIAS DE GREVE em 2004.

            Queremos contar com o apoio de nossos alunos e de seus pais, que pagam impostos e sabem do nosso esforço para manter a qualidade de ensino nas ETECs e nas FATECs. Os indicadores educacionais do Ceeteps mostram que, mesmo aviltados pelo governo há anos, mantemos nosso compromisso com a sociedade paulista e honramos a função publica que exercemos.

            Ainda sabemos que a intenção final do governo em relação ao Ceeteps é a sua privatização, através da desculpa de que o Estado não terá capacidade de gerenciar a enorme estrutura que ele próprio criou. Porem defendemos a escola publica e sempre estaremos na luta pela manutenção da qualidade e gratuidade do ensino, pela valorização dos profissionais da educação e, em especial, da educação profissional e tecnológica.

            Somos profissionais e exigimos respeito.

São Paulo, maio de 2011.

            Obrigada por ter lido!

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo

 

20 Respostas to “Desabafo sobre a greve nas ETECs”

  1. Thalu 2011/05/28 às 11:18 pm #

    essa greve tá me tirando do sério, estou me sentindo mais burra com o passar das semanas, (já nao me lembro o que estavamos estudando em matemática antes da greve) e o o ócio é cada vez maior

    • josmarlucasbrasilrocha@gmail.com 2011/05/29 às 2:51 pm #

      o ódio deve ser contra este governo que cada vez mais vem fazendo de tudo para piorar o ensino publico, o unico ensino publico de qualidade que tem nesse estado é o das etecs. e por isso querem piorar o ensino.

  2. MSouza 2011/05/29 às 1:07 am #

    Muito boa a iniciativa. O fato é que, apesar de abalar não somente professores como alunos, parece que assuntos não tão importantes e que já estão há tempos na mídia, parecem fazer mais sentido em serem mostrados. Talvez queiram uma sociedade ignorante para nunca alcançar algo que chamamos de evolução, mas não é justo privar quer quer estudar por falhas no sistema e falta de condições na tão prezada e comentada educação. Parabéns pela iniciativa e espero que tudo se resolva logo.

  3. josmarlucasbrasilrocha@gmail.com 2011/05/29 às 2:52 pm #

    devemos utilizar os meios de que conseguimos para informar e para nos unirmos, no caso o meio que conseguimos e temos a nossa disposição é a internet nossas redes de amigos, então usemos isso.

  4. Eliana 2011/05/31 às 6:02 pm #

    Amandinha, eu voltei ao tempo em que tb levantei bandeira contra a ditadura (no Brasil), sai rumo a Praça da República, pois era lá o point para se fazer uma passeata,e me senti assim como vc , sem uma explicação,como sempre os nossos governantes não ajudam em nada. Mas felizmente existem pessoas sensatas como vc, que sofrem e saem em busca de uma resposta .Parabéns

    • Amanda Ariela 2011/05/31 às 6:15 pm #

      Owwnn!! *abraço de urso virtual*

      Obrigada por ter comentado Lili! O blog foi a única maneira de me expressar que eu encontrei, e do jeito que as pessoas andam divulgando este texto, acho que deu certo! Quanto mais pessoas souberem desta greve, mais pressao o governo vai levar e ai sim vai atender as reinvidicaçoes dos meus professores!!

      Obrigada por comentar! =D

  5. Paty Algayer 2011/06/01 às 10:20 am #

    É horrível quando estamos em busca de melhorias e ninguém faz nada pra ajudar, não é verdade? Apoio a sua iniciativa, acho que se todos fizessem isso, tudo estaria bem melhor! Desejo sorte para o protesto, é realmente absurdo o salário que ganham os pobres professores!!

  6. Odília 2011/06/01 às 11:31 am #

    Bom dia! Sou funcionária da FATEC de Presidente Prudente e diante da sua crítica sobre o governo e a situação de greve quero aproveitar para dizer que você e seus amigos que estão hoje com 16 anos devem ter consciência da responsabilidade que vocês tem em relação a política desse país. Na próxima eleição vocês já participarão e o que define a qualidade do ensino público no futuro é o governo no qual nós votamos. Sugiro que vocês conversem sobre isso, visto que a educação política no nosso país é tão precária! Vocês devem buscar alternativas para conhecer tudo sobre política e assim fazer boas escolhas nas eleições que é de fato o único momento em que temos a oportunidade de melhorar a educação e tantas outras coisas no nosso Brasil!

    • Amanda Ariela 2011/06/01 às 11:36 am #

      Obrigada por ter comentado! O que mais precisamos neste país é aprender a votar! Para que assim, nossos candidatos eleitos, possam melhorar os ”defeitos” de nosso país! =D

  7. Rosana 2011/06/02 às 10:36 pm #

    Olá Amanda, preciso confessar que você foi uma grata surpresa, tão coerente em sua fala e com tanta conciencia do que ocorre ao seu redor, sim a ditadura no Brasil também deixou as suas mordaças, que infelizmente as pessoas as utilizam até hoje, com a desculpa de que não é problema meu, não são os professores e funcionários que não querem trabalhar, é o governo que quer sucatear algo que funciona bem, que cria a massa pensante, que não valoriza o profissional que se empenhou em um concurso público e tem que trabalhar no improviso. Hoje o estado teve uma paralização brutal dos meios de transportes, o que a mídia falou: que querem atrapalhar a vida dos trabalhadores e não de uma categoria que não suporta mais tanto descaso.
    Um beijo querida. Parabéns em publicar as sua idéias e me permitir conhecê-las.

    • Amanda Ariela 2011/06/03 às 12:42 pm #

      Eu é que agradeço a vc por ter lido meu texto! Foi uma honra escrever este texto e receber tanto apoio dos professores e funcionários das ETECs!!Obrigada, muito obrigada mesmo! Este apoio é essencial!! =D

  8. Leandro 2011/06/02 às 10:41 pm #

    Oi Amanda,

    Sou professor da ETEC de Ourinhos e ao ler seu texto, confesso que me senti extremamente recompensado em saber que alunos como você são solidário a nossa causa e fazem valer nosso trabalho. Acredite, sua carta quase tem o poder de multiplicar aqueles R$ 10,00 por hora/aula. É isso que ultimamente tem motivado nós professores e os funcionários a seguirmos em frente, o reconhecimento de vocês!
    Agradeço de coração pelas sua spalavras e estarei divulgando entre meus colegas p/ que saibam que não estamos sozinhos.

    • Amanda Ariela 2011/06/03 às 12:40 pm #

      Agradeço á voce pelo elogio! Me sinto motivada e o apoio que recebo nao só dos professores, quanto dos funcionários das ETECs é muito importante! Obrigada!

  9. Nair Pessoa 2011/06/04 às 1:16 am #

    Oi Amanda, que maravilhoso o seu gesto ao se posicionar quanto a um assunto tão delicado e ao mesmo tempo tão complexo para muitos alunos.
    Eu, professora da ETEC de Ourinhos, fico muito solidária ao perceber seu bom entendimento quanto às nossas reinvidicações.
    Peço que você continue conversando com seus amigos e esclarecendo nossa luta hoje…para que as próximas gerações, quem sabe, sofram menos descaso dos governantes em relação à educação neste país. abraços!

    • Amanda Ariela 2011/06/06 às 11:33 am #

      Obrigada por ter comentado! O apoio que tenho recebido dos professores das ETECs é muito grande, e isso só incentiva a ajudar mais ainda!!! Muito Obrigada meesmo! Abraços! =D

  10. Yass 2011/06/05 às 12:13 pm #

    eu taku o teeru

  11. Denise Guaranha 2011/06/17 às 8:56 pm #

    Sou professora da ETEC Martin Luther King e esta é a primeira vez que faço greve. É uma atitude radical para chamar a atenção para os seres humanos que trabalham e mantêm a instituição funcionando. A sensação que tenho, guardadas as devidas proporções, é a mesma de quando assisti ao filme “Tropa de Elite 1 e 2”: quando você pensa que chegou no cerne do problema, há tantas ramificações que não dá para saber direito por onde começar e como resolver. Dá muito trabalho reclamar e somos ouvidos somente quando os de cima querem. Eles não têm pressa nenhuma. Falam e falam em números, prometem estudos e mais estudos, demonstram porcentagens que entram aqui e são descontadas ali. É angustiante perceber que não há diálogo e que o que menos interessa é a tal Educação de que eles se orgulham tanto, porque o resultado demora a aparecer.Inauguração de prédio chama mais a atenção. A população, aqueles que usam as instituições públicas deveriam reclamar e muito, pois todos pagam seus impostos e o retorno é muito pequeno. O que seria preciso acontecer para as pessoas se indignarem????

  12. Marcia Penha 2014/03/06 às 8:01 pm #

    2014. Estou me sentindo exatamente como você em 2011. Sou professora de escola particular e meus filhos sempre estudaram lá. Como a escola em que trabalho não oferece o Ensino Médio e eu, como seus pais, não tenho condições de pagar uma escola particular, acabei “pressionando” meu filho a estudar para passar no vestibulinho de uma ETEC. Esperava um ensino de qualidade, conforme, até hoje, a propaganda do governo veicula. Mas, depois de um mês, a decepção: greve dos professores. Alunos sem aula, sem o conteúdo necessário para enfrentar, nas mesmas condições dos alunos de escolas particulares, os vestibulares no final do curso.
    Reconheço o direito à greve, quando os direitos não são cumpridos. O protesto é justo, mas os reais prejudicados são os alunos, que sempre ficam em último plano.
    Ensino público de qualidade?!!!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Post de: Utilidade Pública « - 2011/09/09

    […]  Para ler meu post é só acessar aqui  […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: