Desabafo sobre as livrarias, as editoras, os livreiros, os mascates, as máquinas que vendem livros no metro, os sebos e o Angolano que vende livros perto de casa.

17 jul

Relaxa que eu sei que Camões era português e não brasileiro! Mas é que eu queria dizer que quando eu era pequena achava que eles editavam as fotos de Camões para parecer que ele estava piscando e não que ele não tinha um olho! .-.

         Esses dias eu passei na porta de uma livraria que tem aqui perto de casa, e vi uma coisa na vitrine, que, digamos, não me agradou muito.

         O dono tinha colocado 5 livros do Nicholas Sparks(aqui, também pendeu um pouco minha birra pelo Sparks, se fossem 5 livros da Meg Cabot, talvez eu não comentasse com ele) e não havia NENHUM autor brasileiro, nem mesmo Zibia Gasparetto( que segundo ele, é o que mais vende ultimamente).

         Com tanto que eu tenho lido, com tantos autores brasileiros com que conversei e com que fiz amizade nesse tempo que eu tenho aqui, eu fiquei brava, irritada e até um pouco magoada.

         Perguntei a ele o porquê disso, e ele me deu uma resposta séria e sincera, que doeu em mim. Porque Sparks vende. E por que brasileiro, só gosta de coisa de fora do país.

         Na verdade, temos que admitir que ele esta certo. Brasileiro, não gosta de ler, e quando gosta, é coisa de fora do Brasil. Mas agora vamos olhar de outra forma, isso é verdadeiramente culpa de nós, pobres Brazucas?

         Depois de um longo período de reflexão, uma ida ao dentista, um chiclete e uma dose de Omeoprazol tirei uma conclusão.

         A culpa da venda de autores internacionais serem os Best-sellers por aqui, não é de nós. Achamos que autores internacionais são bons por que é só o que temos a disposição para ler. As editoras simplesmente não investem em literatura nacional, e os vendedores não mostram para os clientes que os poucos autores nacionais que alcançam a dádiva de serem publicados são bons.

         É como uma criança pequena, que precisa ser incentivada para gostar de ler. Literatura brasileira precisa ser incentivada para vender.

         Afinal de contas, temos que admitir que pelo menos metade da nossa população (pelo menos aquela que gosta de ler) quando é perguntada sobre literatura brasileira, responde coisas do tipo: Machado de Assis, José de Alencar, Euclides da Cunha. Nunca coisas atuais, do nosso tempo!

         Editoras, livreiros, vendedores de livros, livrarias grandes e o Angolano da esquina. Vamos por favorzinho incentivar a leitura nacional, para que eu (e o resto do Brasil) finalmente possa dizer com todas as letras e com todo o significado que eu tenho orgulho das livrarias, das editoras e dos autores do meu Brasil?

Espero que tenham gostado do desabafo de hoje e me desculpem se eu me equivoquei ou se disse algo que te ofendeu.

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo

OS: O dono da livraria pediu para que eu desse a ele uma lista dos autores que eu queria ver por lá! Já fiz, agora só falta mandar!🙂

9 Respostas to “Desabafo sobre as livrarias, as editoras, os livreiros, os mascates, as máquinas que vendem livros no metro, os sebos e o Angolano que vende livros perto de casa.”

  1. Ana Carolina Nonato 2011/07/17 às 9:58 pm #

    Olá!

    ISSO MESMO!! Super apoiado. Também ficava fula quando o dono da livraria em que trabalhei fazia isso. Consegui convencê-lo a mudar um tiquinho, rs.

    Abraços!

    • Amanda Ariela 2011/07/18 às 1:46 pm #

      Aeee! Toca aqui, Ana! *bate*

      e parabéns pela parceria com a Intrinseca! hehehehe

      Beijoos!

  2. Tammy Luciano 2011/07/18 às 2:07 pm #

    Amandinha, fofa, suas palavras são de todos os autores brasileiros. E a gente é muito feliz de ter pessoas muito queridas como você, apoiando, divulgando e torcendo!!! Obrigada, lindinha! Vou agradecer pessoalmente no evento de São Paulo que eu já sei que você vai!!! Eba!!!
    Bjinhos. Tammy
    http://www.tammyluciano.com.br
    @tammyluciano

    • Amanda Ariela 2011/07/18 às 2:10 pm #

      Own! Com certeza, nao vou perde de jeito nenhum esse evento! *–*

      Beijos, Amanda!🙂

  3. Thamyris Medeiros 2011/07/18 às 2:08 pm #

    Concordo plenamente. Eu trabalho em uma livraria, e graças a Deus consegui levar a literatura nacional para lá. Os livros nacionais atuais são bem vendidos, os vendedores e caixas que não gostavam de ler, agora já gostam e preferem os nacionais. Digamos que consegui mostrar uma parte da melhora do Brasil para eles e gostaram, fiquei muito orgulhosa. Vou sair de lá esse mês com meu trabalho feito, incentivar os autores nacionais.

    Pequeno desabafo meu também rs. Beijoss

    • Amanda Ariela 2011/07/18 às 2:12 pm #

      Issae Thamyris! *bate aqui*

      Temos que divulgar e incentivar, só assim esse cenário vai mudar!🙂

      Beijos, e obrigada por comentar!🙂

  4. Enderson Rafael 2011/07/19 às 11:46 pm #

    Não só pq somos brasileiros, mas pq somos bons! E eles sabem fazer o público deles, mas tem que mudar a cabeça…

    • Amanda Ariela 2011/07/20 às 12:44 pm #

      Também, outro ponto! Excelente e muitas vezes melhores do que muitos internacionais por ai! Obrigada por comentar, Ende!🙂

  5. Jane 2011/08/03 às 5:02 pm #

    Nas estações Tatuapé, Santa Cruz, Ana Rosa, Luz e Santana estão os estandes do “Projetos de Leitura”, vendendo livros de Laé de Souza ao preço de 6,00.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: