Livros que li antes do blog

28 ago

image (3)

Esses dias estava navegando pelo ‘’Garota que Lê’’ e vi a lista de livros que a Carol  tinha lido antes de começar o blog. Achei isso tão legal que decidi fazer a minha própria versão!

Minha lista não tem tantos itens quanto a dela, porque a maioria dos livros que eu lia naquela época eram séries ou modinhas ou qualquer coisa que tivesse na biblioteca ou que me emprestassem.

Acho que o mais engraçado foi revirar o meu Skoob para ver se ele me ajudava a lembrar de todos os títulos. E o mais estranho é ver como nossos gostos de leitura mudam, né? Ou, no meu caso, permanecem os mesmo, malucos e sem nenhuma ordem. Perceber que isso vem desde cedo (desde antes da minha miopia, gente!) foi supimpa.

Celular – Stephen King

Nem que me paguem eu assisto a filmes de terror. Com os livros eu achava que era assim também, mas como tive que ler ‘’Drácula’’ ano passado, isso furou. A busca no Skoob me fez perceber que a minha recusa a livros de terror não era à toa. Lembro claramente de alguns trechos de ‘’Celular’’ do Stephen King, não me recordo exatamente do enredo, de como a historia se desenrolava e o final ainda está meio embaçado, talvez, porque naquela época eu não tinha a percepção que tenho hoje. Ou talvez, eu tenha morrido de medo e não tenha registrado muita coisa. Só sei que fiquei um tempão olhando com medo pro meu celular (que, por 3 meses de diferença, não é o mesmo que o daquele ano).

Onde você estava no dia 1º de outubro? O protagonista desta história, Clay Riddell, estava em Boston, quando o inferno surgiu diante de seus olhos. Bastou um toque de celular para que tudo se transformasse em carnificina. Stephen King – que já nos assustou com gatos, cachorros, palhaços, vampiros, lobisomens, alienígenas e fantasmas, entre outros personagens malévolos – elegeu os zumbis como responsáveis pelo caos desta vez.
Depois de anos de tentativas frustradas, o artista gráfico Clay Riddell finalmente consegue vender um de seus livros de histórias em quadrinhos. Para comemorar, decide tomar um sorvete. Mas, antes de poder saboreá-lo, as pessoas ao seu redor, que por acaso falavam ao celular naquele momento, enlouquecem.
Fora de si, começam a atacar e matar quem passa pela frente. Carros e caminhões colidem e avançam pelas calçadas em alta velocidade, destruindo tudo. Aviões batem nos prédios. Ouvem-se tiros e explosões vindos de todas as partes.
Neste cenário de horror, Clay usa seu pesado portfolio para defender um homem prestes a ser abatido, Tom McCourt, e eles se tornam amigos. Juntos, eles resgatam Alice Maxwell, uma menina de 15 anos que sobreviveu a um ataque da própria mãe.
Os três sortudos — entre outros poucos que estavam sem celular naquele dia — tentam se proteger ao mesmo tempo em que buscam desesperadamente o filho de Clay. Assim, em ritmo alucinante, se desenrola esta história. O desafio é sobreviver num mundo virado às avessas. Será possível?

Luxo – Anna Godberssen

Lembro até hoje do dia em que uma amiga da escola me descreveu ‘’Luxo’’ como ‘’um Gossip Girl do século XX’’. Claro que eu fiquei louca para ler e claro que ela me emprestou. As capas são absurdamente lindas e a historia, cheia de intrigas, segredos, amores impossíveis e olhares reprovadores da sociedade me encantou. ‘’Luxo’’ tem 4 livros ao todo, mas se eu não me engano, só 3 foram publicados no Brasil e se a memória não me falha, eu devo ter lido só até o segundo.

Uma pena eu não ter continuado, porque eu lembro que realmente gostava da historia. Quem sabe isso não me dá vontade de voltar a esses livros?

Todo o fascínio da Nova York da virada do século XIX para o XX, quando Manhattan começava a se transformar no coração do mundo, a Quinta Avenida abrigava as mansões de algumas poucas e abastadas famílias e os jovens da alta sociedade se exibiam em fabulosos vestidos e elegantes fraques em animados bailes madrugada adentro, está em Luxo, primeiro volume da série The Luxe, da norte-americana Anna Godbersen, que chega às livrarias brasileiras pela Rocco Jovens Leitores. Espécie de “Gossip Girls de época”, a série ganhou o aval de Cecily Von Ziegesar, autora da série sobre as patricinhas de Nova York. “Quando comecei a ler Luxo, não consegui parar mais”, diz. E as leitoras brasileiras hão de concordar, afinal, o livro prende a atenção da primeira à última linha, com uma trama cheia de glamour, intrigas e romance, embalada por uma deliciosa reconstituição histórica.

Luxo conta a história das irmãs Elizabeth e Diana Holland, filhas da alta sociedade nova-iorquina, levando uma vida de luxo e sonhos, mas cercada de intriga, inveja, escândalos, paixões proibidas, interesses e desilusões; um mundo de aparências onde não cumprir as regras sociais pode levar ao ostracismo e seguir o coração pode custar ainda mais caro. Pelo menos, é isso que Elizabeth Holland pensa quando decide se casar com o charmoso Henry Schoonmaker, o solteiro mais cobiçado de Nova York, num típico arranjo familiar. Diana, no entanto, não está tão interessada em obedecer às hipócritas regras da vida social quanto sua irmã mais velha. Assim como a traiçoeira Penelope Hayes, que não pretende deixar barato o casamento do rapaz mais interessante da cidade.

Cruzando os caminhos desses quatro adolescentes que vivem com os hormônios em ebulição, frequentam os melhores salões de Manhattan e têm suas vidas retratadas diariamente nas colunas sociais, estão Will, o jovem cocheiro da família Holland, e Lina Broud, uma criada disposta a tudo para mudar de vida e que guarda um segredo sobre Elizabeth capaz de chocar até mesmo as moças mais liberais da cidade.

Com uma narrativa envolvente e uma prosa tão elegante e irônica quanto cada ato de seus personagens, Anna Godbersen conduz o leitor até um final surpreendente. E em meio a esta trama repleta de romance, dissimulação e pitadas de mistério, reconstrói costumes e cenários com maestria, traçando um rico painel da juventude nova-iorquina da virada do século passado. Um luxo!

O Enigma do Quatro – Ian Caldwell e Dustin Thomanson

Lembro que li esse livro porque estava naquela vibe de ler Dan Brown e a sinopse me chamou muita atenção. A história tinha um plano de fundo de realidade e isso sempre me atraiu, quando começaram os enigmas e as charadas, me vi de queixo caído e lendo pagina atrás de pagina desesperada para saber o que acontecia. E então começaram a acontecer coisas sem sentido e o livro acabou sendo uma decepção total. Hoje, já com outro olhar, talvez eu possa dizer que os autores acabaram se perdendo na historia e um livro promissor se estragou. Uma pena. Mesmo.

O Hypnerotomachia Poliphili é um dos livros mais preciosos e menos compreendidos dos primórdios da imprensa ocidental. Dele sobraram menos cópias do que da Bíblia de Gutenberg.

Os estudiosos continuam a discutir a identidade e o intento do misterioso autor do hypnerotomachia, Francesco Colonna. Somente em dezembro de 1999, quinhentos anos depois da impressão do texto original, e meses depois dos eventos descritos em O Enigma do Quatro, apareceu a primeira tradução completa em inglês do Hypnerotomachia.

As Pirâmides de Napoleão – William Dietrich

Outro livro cuja historia está bem vaga na minha cabeça, mas no caso, eu sei por quê. Ele lembra demais aquele filme com a Rachel Weisz e o Brendan Frases, ‘’A Múmia’’. ‘’As Pirâmides de Napoleão’’ tem todo aquele mito egípcio por trás, alem de muito romance e da personalidade peculiar de Napoleão, que, na época, pareceu bem fiel para mim e hoje já não sei mais se é tão fiel assim. Fiquei com vontade de reler.

Um antigo medalhão cai nas mãos de um aventureiro norte-americano. Desperta a ganância de uma ramificação herege da Maçonaria. E cruza o caminho do então general Napoleão Bonaparte e seu desejo de conquistar o misterioso Egito e desvendar o segredo das enigmáticas pirâmides.

Porém, nada é o que parece neste romance histórico épico e imperdível. Com muita habilidade, precisão histórica e talento nato para o mistério, o autor William Dietrich leva o leitor para um passeio pelo Egito Antigo e a expedição francesa que depôs o governo dos mamelucos, além de dar início aos maiores estudos da egiptologia no mundo.

A obra reconstrói toda a campanha de Bonaparte, contada pelos olhos do bon vivant Ethan

Gage, um antigo discípulo de Benjamin Franklin e exímio atirador. Herói por acidente, o personagem vai fundo no estudo dos deuses e costumes egípcios para encontrar o verdadeiro significado do medalhão que foi roubado por Cagliostro, mas pode ter pertencido à própria Cleópatra…

Kiki Strike e a Cidade das Sombras – Kristen Miller

Kiki Strike foi um dos livros juvenis que eu mais gostei de ler. A historia de toda uma cidade embaixo de uma cidade(hoje eu sei que essa não foi a primeira vez que esse tema foi abordado nos textos) me empolgou e eu lembro que esse foi um daqueles livros que você só para de ler quando acaba. O mais legal é que existem diversas lendas sobre os subterrâneos de Manhattan, quem não lembra do barco que encontraram enquanto escavavam o local do 11 de setembro? Só tornou a aventura mais realista!

A vida da jovem Ananka Fishbein nunca mais será a mesma. O que parecia um simples exercício de reconhecimento do território ao redor de seu apartamento em Nova York transforma-se em uma aventura de vida ou morte. Descendo muitos metros abaixo da superfície que conhecemos, Ananka chega a uma misteriosa sala. O lugar dá arrepios e parece que ela descobriu algo grandioso e até então secreto. Mas a garota não poderia imaginar que, sem querer, achara o caminho para a esquecida Cidade das Sombras, um lugar incrível e também perigoso, que repousa sob a agitada vida de Manhattan – isso mesmo, uma cidade inteira construída embaixo das ruas e avenidas da Big Apple!

Mas isso não é tudo. As coisas ficam ainda mais enigmáticas depois que Ananka conhece a misteriosa Kiki Strike, uma menina pálida que só se veste de preto, dirige uma Vespa, mesmo sendo menor de idade, e parece se alimentar apenas de café-au-lait. Kiki, uma jovem espiã, já sabia da existência da Cidade das Sombras – uma espécie de labirinto secreto, que serviu de esconderijo e rota de fuga para mafiosos e ladrões no século XIX.

Com a promessa de riquezas, adrenalina e acesso a qualquer lugar de Manhattan por meio das catacumbas, Ananka e outras quatro meninas são recrutadas por Kiki Strike para explorar a cidade secreta. Um time com talentos diversos – de habilidades com explosivos e disfarces a experiência em roubos e invasão de sistemas -, que rapidamente se vê envolvido em uma aventura de tirar o fôlego, repleta de perigos e revelações fantásticas. Em Kiki Strike e a cidade das sombras, romance de estréia de Kirsten Miller, coragem, vingança e muita ação se misturam em uma incrível história sobre um lado sombrio de Nova York que apenas começamos a conhecer.

Dewey – Um Gato Entre Livros – Vicky Miron e Brett Witter

‘’Dewey – Um Gato Entre Livros’’ conta  a historia real de uma biblioteca numa cidadezinha americana que adotou um gato. Com um quê de ‘’Marley e Eu’’ o romance de não ficção conta toda a vida do gato e as relações de amizade e companheirismo que ele acabou desenvolvendo com os frequentadores do lugar. É super fofo. Quem gostou de ‘’Um Gato de Rua Chamado Bob’’ também vai amar o Dewey!

A rotina da pacata cidade de Spencer, Iowa, Estados Unidos, se transforma após Dewey, um gato, ser encontrado na Biblioteca Pública. A diretora da Biblioteca, que achou o gatinho na caixa de devolução, resolve contar a história e lança o livro, Dewey, um gato entre livros. O livro escrito por Vicki Myron, com colaboração de Bret Witter é a história real de um gato que fez da biblioteca – e da cidade de Spencer- sua casa e de seus habitantes, os melhores amigos.

Espero que tenham gostado da minha lista de leituras pré-blog!

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo

2 Respostas to “Livros que li antes do blog”

  1. Pah 2013/08/28 às 5:25 pm #

    Gostei o celular, zumbis por causa do telefone é no minimo diferente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: