A História do Brasil nas Ruas de Paris – Maurício Torres Assunção

27 abr

Daniel Pereira

Nome: A História do Brasil nas Ruas de Paris

Autor: Maurício Torres Assunção

Editora: Casa da Palavra

Páginas: 479

Se você me desse uma passagem aérea para qualquer lugar do mundo, eu provavelmente escolheria Paris. Não sei o que acontece comigo e com essa cidade, mas sou totalmente apaixonada por ela desde novinha. Já li guias de viagem, assisti documentários e tenho uma prateleira inteira da minha estante dedicada a livros que se passam na Cidade Luz. Quando vi uma nota sobre esse livro no facebook do Consulado da França, sabia que precisava dele.

O título já explica um pouco sobre o que iremos encontrar no conteúdo. Maurício Torres Assunção escolhe brasileiros que marcaram época, seja por suas inovações como Santos Dumont, seja por seu cargo, como D. Pedro II, e traça um retrato de suas vidas enquanto eles moravam em Paris.

O livro é fascinante, porque te ajuda a montar um retrato de um determinado momento da história do Brasil (por mais que eu ame história, ainda preciso aprender um bocado sobre a família imperial) ao mesmo tempo em que te guia pela vida desses personagens na Cidade-Luz.

O autor faz uso de técnicas do jornalismo literário e realmente te transporta para a cidade e para o passado. Dá para imaginar D. Pedro II sendo ovacionado nas ruas, dá para ver Santos Dumont andando de balão pela Champs Elysée, consigo imaginar os brasileiros da época sendo influenciados por Auguste Comte (Ordem e Progresso, mermão!), escuto claramente as bachianas brasileiras enquanto estou sentada em uma braserie e consigo ouvir uma conversa entre Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, sobre o recente desabamento de uma ciclovia no Rio de Janeiro, enquanto ambos comem um lanche na beira do Sena.

Mesmos sendo um livro de não-ficção, li muito rápido (eu adoro não-ficção, mas normalmente não os leio com tanta rapidez) e me encantei tanto, que se tivéssemos mais personagens e mais vidas retratadas no livro, eu ia querer mais e mais e mais, até não sobrar nenhum brasileiro em Paris. Gostaria de ter um negativo desse livro. Quem sabe um “A História da França nas Ruas de São Paulo”? Será que dá samba?

Parte de mim ficou um bocado frustrada durante a leitura, devo admitir. Sempre quis visitar a cidade e já tenho uma lista de coisas para fazer quando estiver lá (adicionei mais um tanto de locais depois da leitura do livro e cheguei à conclusão de que, se eu quiser ver tudo, vou ter que morar lá), então ver um retrato pintado tão ricamente e sentir que ainda estou longe de poder ver e experimentar tudo isso ao vivo me deixou um pouco chateada (pelo menos eu posso fingir que estou esperando ficar fluente no francês para poder ir até lá, non?).

O mapa da capa continua dentro do livro e é tão lindo, mas tão lindo que se eu pudesse ter a imagem, eu provavelmente montaria um quadro com ela.

Recomendo para todo mundo com aquele sentimento de wanderlust, mas que sabe para onde quer ir, sem ficar vagando. Amantes de arte, literatura, arquitetura, turismo e viagem, música e até os imperialistas e monarquistas vão adorar este retrato fiel à nossa história. Deu até uma pontinha de orgulho de ser brasileira!

                                                                                   Beeijos, A Garota do Casaco Roxo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: