Quando a Noite Cai – Carina Rissi

quando a noite cai carina rissi capa editora verus

Nome: Quando a Noite Cai

Autora: Carina Rissi

Páginas: 447

Editora: Verus

Antes de começar a resenha de hoje, eu gostaria de pedir desculpas pela falta de posts de Fevereiro. Mês passado foi muito louco, por muitos motivos. Foi um mês de perdas e de descobertas, de fins e de começos de novos ciclos. Agora estou me adaptando a uma nova rotina e o blog volta a estar na minha lista de prioridades. Espero que entendam e que permaneçam de olho nas novidades!

“Quando a Noite Cai” é um dos lançamentos mais recentes da Carina Rissi e foi um dos livros que ela comentou que estava planejando escrever, durante uma entrevista que fiz com ela em (eita!) 2012.

Eu adoro os livros da Carina e, sério, surtei quando esse livro finalmente chegou em casa e eu pude me jogar na história de Briana e Gael. Lembro que escrevi que ler Meg Cabot era como “colocar aquele moletom velhinho, que já se ajusta no nosso corpo naturalmente.” Sinto o mesmo com os livros da Carina.

A vida já é difícil, é puxada e, na maior parte do tempo, a gente não faz ideia do que está acontecendo ou do que estamos fazendo. É legal ler livros desafiadores, clássicos atemporais e narrativas que nos fazem refletir sobre a coisa toda e tudo mais, mas, às vezes, tudo que precisamos é de uma leitura fácil, que seja como receber um cafuné e que deixe a gente suspirando no transporte público. Os livros dela são assim.

Em “Quando a Noite Cai”, acompanhamos a história da Briana, uma moça super desastrada que não consegue se manter por muito tempo em nenhum emprego, apesar da grande necessidade financeira de sua família. Há anos, Briana tem sonhos que se repetem e que formam uma história contínua. Basta adormecer e a garota é transportada para uma Irlanda repleta de guerreiros e de altas disputas entre reis e reinos. Um guerreiro em especial é o dono do coração de Briana e ela aguarda as noites ansiosamente para encontrar-se com ele. A coisa toda é muito dramática, sabem como é.

Certo dia, Briana é convidada a participar de uma entrevista de emprego, mas desiste depois de esperar seu entrevistador por horas e de quase alagar o escritório inteiro em um acidente com o bebedouro. Na saída, como desgraça pouca é bobagem, ela é atropelada por um carro. Quando o motorista responsável pelo acidente sai do carro para ver o que aconteceu com a garota, Briana encontra um homem que é igualzinho ao guerreiro irlandês de seu sonho. Uau, né non?

Como se isso não fosse o bastante, ela também descobre que ele era o entrevistador que se atrasou por horas, Para compensar pelo atropelamento e pelo atraso, o homem, que se chama Gael, acaba por oferecer a ela uma vaga como assistente pessoal dele.

Brianna e Gael começam a trabalhar juntos, mas a garota não consegue deixar de se perguntar de onde vem a semelhança entre ele e o misterioso guerreiro irlandês que habita os sonhos da garota. Os dois também começam, aos poucos, a se encantar um pelo outro e a coisa toda é de fazer você suspirar no busão.

Olha, eu adorei esse livro. Fui completamente absorvida por ele, como há tempos não acontecia comigo, e não pude deixar de me encantar com a mágica e a química que rola entre Gael e Briana.

Os outros personagens são bem construídos e é impossível não amar a irmã da Briana.

Mas, preciso dizer, me decepcionei um pouco com o final e com como as justificativas para toda essa situação se deram.

Eu não darei spoilers, mas, durante a leitura, eu formulei uma hipótese que justificava o porquê dos sonhos da Briana. Eu acreditei tanto na minha teoria, que, cada vez que lia, encontrava evidências que poderiam comprová-la. Quando a justificativa finalmente chegou e não era NADA daquilo que eu estava pensando, eu não me senti surpreendida, mas, sim, traída.

Foi um sentimento muito estranho, sabe? Ao invés de optar pelo caminho mais fácil, a autora deu uma volta maior e eu acho que me perdi um pouco nesse trajeto todo. Na real, eu talvez releia “Quando a Noite Cai” só para saber se foi minha pressa em saber o que estava acontecendo (eu tendo a ler livros assim rapidamente) que causou toda essa sensação ou não.

Se você já leu “Quando a Noite Cai”, me manda uma mensagem porque eu super estou precisando conversar com alguém sobre ele!!!

Beeijos, A Garota do Casaco Roxo

10 Livros que Deveriam Virar Filme

Ok. Sei que está achando que estou louca por montar uma lista nesse estilo, já que todos sabem que é uma verdade universalmente verdadeira que nenhum livro pode ser adaptado para o cinema e permanecer bom.

Mas, para sustentar a minha teoria de que é sim interessante transformar narrativas literárias em roteiros cinematográficos, lanço dois filmes infanto-juvenis, que podem ser considerados ‘’decentes’’ e só.

‘’Percy Jackson e o Ladrão de Raios’’ e ‘’O Diário da Princesa’’ 1 e 2, foram vistos pela Garota do Casaco Roxo que vos escreve antes que ela pudesse ter acesso aos livros que deram origem aos filmes.

E preciso dizer que gostei MUITO de ambos. Com ‘’O Diário da Princesa’’ minha empolgação foi tanta, que eu afirmo que foi esse filme que me jogou de cabeça nos livros (tanto nos da Santa – Tia Meg Cabot, quanto em todos. Todos mesmo. Até naqueles que eu ainda não li).

‘’Percy Jackson e o Ladrão de Raios’’ me ajudou a perceber outros livros além do que eu estava acostumada a ler e, provavelmente, sem ele, eu não teria descoberto a narrativa gostosa do Rick Ryordan.

Por isso, defendo que livros bons devem sim ser transformados em filme, não como obras que se sustentam sozinhas, mas como um complemento a literatura e uma forma de ajudar a divulgá-la.

10. Livro de Joaquim/ Livro de LeahLaura Malin

Tempo_perdido_O_livro_de_Leah_BAIXAJá escrevi sobre eles aqui no blog, fazem parte da lista dos meus romances favoritos. A história de dois imortais que passam anos a procura um do outro, em lugares históricos e vivendo a maioria dos eventos que marcaram a humanidade é fascinante e de deixar qualquer um de queixo caído. A narrativa da Laura também é muito visual e dá para imaginar direitinho cada cena no lugar que acontece. Acho que seria um pouco difícil mostrar todos os acontecimentos pelos quais Joaquim e Leah passaram, mas só de imaginar, já dá para suspirar.

Capa - Antidoto_alta09. A Pílula do Amor/ AntídotoDrica Pinotti

Seguindo a onda dos últimos chick-lits que saem das paginas e vão para a telinha, ‘’A Pílula do Amor’’ junto com sua continuação ‘’Antídoto’’ daria uma bela comédia romântica, daquelas para ver numa tarde de inverno comendo pipoca e chocolate quente. Com a hipocondríaca Amanda de personagem principal e tendo Nova Iorque como cenário, não tem como não desejar um filme desse livro.

08. A Garota Americana/ Quase Pronta – Meg Cabot

A Garota AmericanaSamantha Madison tem 16 anos e uma vida comum. Até que ela salva o presidente dos EUA de ser assassinado e se torna uma heroína da nação. Não é preciso dizer que sua vida vira de ponta cabeça. Mas as coisas complicam mesmo quando o garoto que faz seu coração acelerar não é exatamente quem ela pensava. Só com a sinopse já dá para imaginar esse livro virando filme, além de ser um dos YAs mais cute-cute que eu já li, ia parar um pouco com essa onde de distopias que invadem a sala dos cinemas.

07. Anna e o Beijo Frances – Stephanie Perkins

Esse aqui tem, basicamente, a mesma motivação acima. Um YA fofo e sem zumbis/vampiros/monstros/mundospararelos/governosparalelos/afins. Ana e o Beijo FrancesConta a historia de Anna, uma menina que é mandada para a França para passar um ano estudando lá. Ela vai ter que se adaptar as novidades e tentar conquistar o seu primeiro beijo francês e o garoto dos seus sonhos. Uh lá lá. Só o fato de ser ambientado na França já daria a esse livro um motivo para ser transformado em filme, mas os diálogos bem construídos e os personagens cativantes o transformariam em um sucesso de bilheteria.

06. Procura-se Um MaridoCarina Rissi

procurase um maridoAlice é uma daquelas patricinhas que conseguem tudo com um simples estalar de dedos. Tem uma rotina de festas e baladas que deixam Lindsay Lohan, Amanda Bynes e Paris Hilton no chinelo. Isso até que seu avô morre e a deixa sozinha no mundo. Em seu testamento, o velhinho diz que para conseguir sua herança de volta, Alice tem que se casar. A história, muuuito resumida (mas dá para ver a resenha clicando no titulo do livro), é basicamente essa. Outra comédia romântica daquelas que te fazem rir e te deixam suspirando por horas depois de ler. O filme seria totalmente hilário.

05. Três Céus – Enderson Rafael

tresceus‘’Três Céus’’ conta a rotina de três pessoas envolvidas no mundo da aviação. Um é comandante e outros dois são pilotos. Suas vidas, que no inicio não parecem relacionadas se cruzam num desfecho emocionante, que chega até a tirar o fôlego. ‘’Três Céus’’ ficaria muito legal no cinema, ia ser um daqueles filmes de ação que você prende a respiração ate o final e depois se lembra da historia sempre que entrar em um avião.

04. Postais do Coração Ella Griffin

capa_postais do coracao.inddA rotina de um escritório de publicidade, um homem lutando para escrever seu livro, uma mulher e dois filhos trocados por esse livro, um passado não resolvido, vários romances, algumas desilusões… Acho que ‘’Postais do Coração’’ tem tanta historia em um só livro, que daria direitinho para virar série. Só não tenho certeza de que iriam conseguir manter os pontos de vista diferentes de cada personagem.

03. Antes que eu Vá – Lauren Oliver.

Before-I-FallSamantha Kingston é uma das garotas mais populares da escola. Todo mundo a ama e ela mal pode esperar para ir ao baile da escola. Até que ela morre. O destino, na tentativa de fazer Samantha perceber no que errou e tudo o que fez de errado em sua vida, faz com que ela refaça, durante 7 dias, seu ultimo dia de vida. Não sei se no cinema conseguiriam dar a aura de mistério e suspense que o livro tem, acho até que ficaria um pouco repetitivo, com cenas voltando e acontecendo de novo e de novo. Mas acho que se fossem fiéis ao livro, iria ser lindo.

Atualizado em 28/04/2017: Podem me chamar de Aman-Diná, se quiserem, mas “Antes que eu Vá” realmente virou um filme!!!! Pelo trailer, já dá para ver que a aura e o suspense do livro foram bem capturados! Mal posso esperar para ver a versão completa dele!

A obra é estrelada pela Zoey Dutch, que foi a protagonista do fime “Academia de Vampiros: O Beijo das Sombras”, também baseado em um Young Adult queridinho do público! O filme estréia no Brasil no dia 18.mai.2017, mas já passou pelos cinemas dos EUA!

Aqui vai o trailer: 

02. Nove Minutos com Blanda – Fenanda França

9-minutos-com-blandaEu adoro histórias de romance para relaxar e talvez seja por isso que minha lista esteja cheia deles. No caso de Blanda, sua sogra e sua mãe começam a planejar seu casamento com seu namorado, que não quer nada com nada, muito menos casar. Enquanto isso, ela segue a procura da sua carreira ideal, já que Direito não é o que quer fazer para sobreviver. Mas as coisas ficam ainda piores quando Blanda não consegue parar de pensar em um cara que ela sequer sabe o nome. As cenas são tão hilárias e tão reais, que não tem como não chorar de rir enquanto lemos. Ia ser uma daquelas comédias românticas que são mais comédia que romance.

1.   Um Amor de Detetive – Sarah Mason

um amor de detetiveOutro chick-lit fofo, só que esse tem um pouco de ação no meio. Holly Colshannon é uma jornalista que tem a função de seguir cada passo do detetive chato James Sabine. Juntos, eles investigam uma serie de roubos a casas e acabam se envolvendo cada vez mais. ‘’Um Amor de Detetive’’foi um dos primeiros chick-lits que eu li, por isso acho estranho que ele ainda não tenha ido parar no cinema, mas deveria. Tem tudo para ser outro filme de fim de tarde, daqueles que você assiste suspirando e dá umas boas gargalhadas junto.

Essa lista teria muito mais itens se dependesse de mim, talvez eu faça uma parte dois qualquer dia. E para vocês, que livros deveriam ser transformados em filme?

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo