Mais Livros para Ler em 2013

image (1)

No inicio do ano, escrevi a minha meta de leitura para 2013 sem muita pretensão e sem exagerar na quantidade. 13 livros, nacionais e estrangeiros, clássicos e lançamentos a compunham e achei que até dezembro já teria lido tudo.

Mas em julho, percebi que já tinha lido boa parte dela. Ficaram faltando apenas os romances cujo lançamento foi adiado para o ano que vem e ‘’Anarquistas Graças a Deus’’, ‘’O Fantasma da Ópera’’ e ‘’’Desculpe, Quero me Casar Contigo’’ (que eu juro, juradinho, que vou ler até o final do ano).

Por isso, decidi fazer uma nova lista. Dessa vez, a prioridade foi para os livros que não são tão conhecidos por nós, já que recebem pouca divulgação das editoras e quase nunca aparecem em blogs.

A Elegância do Ouriço – Muriel Barbery

A primeira coisa que me chamou atenção nesse livro foi a capa. Depois li a sinopse, fui me envolvendo com a história e quando percebi já estava na página 15. É aquele jeito clássico e delicioso de se apaixonar por um livro, não? Só não saí correndo da loja com ele debaixo do braço porque, para variar, estava sem dinheiro.

À primeira vista, não se nota grande movimento no número 7 da Rue de Grenelle: o endereço é chique, e os moradores são gente rica e tradicional. Para ingressar no prédio e poder conhecer seus personagens, com suas manias e segredos, será preciso infiltrar um agente ou uma agente ou — por que não? — duas agentes. É justamente o que faz Muriel Barbery em A “Elegância do Ouriço”, seu segundo romance. Para começar, dando voz a Renée, que parece ser a zeladora por excelência: baixota, ranzinza e sempre pronta a bater a porta na cara de alguém. Na verdade, uma observadora refinada, ora terna, ora ácida, e um personagem complexo, que apaga as pegadas para que ninguém adivinhe o que guarda na toca: um amor
extremado às letras e às artes, sem as nódoas de classe e de esnobismo que mancham o perfil dos seus muitos patrões.

Damas de Honra – Quatro Casamentos e Nenhum Funeral – Jane Costello

Minhas ultimas leituras têm sido bem densas, variam de biografias até livros clássicos com mais de mil páginas. Não estou reclamando, mas às vezes precisamos desfocar um pouco e ler só para relaxar. ‘’Damas de Honra – Quatro Casamentos e Nenhum Funeral’’ pareceu o livro perfeito para fazer isso, pelo menos para mim. O único defeito que ele tem é o preço nada atrativo de R$42, 00 (se bem que são 430 páginas, né?).

Quando Evie Hart aceita ser dama de honra de sua melhor amiga, ela percebe que isso é o mais perto que conseguirá chegar do altar. Até hoje, aos 27 anos, Evie nunca viveu um grande amor. E, por ironia do destino, todos a seu redor, inclusive sua própria mãe, estão com os dias de solteiro contados. Ela treme só de pensar nos inúmeros casamentos que tem pela frente! Mas sua fobia de relacionamentos pode ter cura. Um convidado especial, que está sempre presente nas cerimônias, é capaz de fazer com que ela queira ser um pouco mais do que dama de honra. 

Sob o Sol da Toscana – Frances Meyes

Já falei várias vezes dessa autora aqui no blog e li seu outro livro ‘’Todos os Dias na Toscana’’ . Mas, por mais incrível que isso possa parecer, ainda não li a história que a deixou ”famosa” e divulgou seu trabalho pelo mundo. Shame on me. Vai que escrevendo talvez fique mais fácil conseguir ler esse livro.

Frances Mayes, exímia narradora de viagens e amante da gastronomia, nos apresenta o incrível mundo que descobriu quando comprou e reformou uma casa de campo abandonada no interior da Toscana. Com uma linguagem sensual e evocativa, ela faz com que o leitor a acompanhe à medida que vai descobrindo a beleza e a simplicidade da vida na Itália. Seguindo a tradição de turistas famosos em visita à Toscana, ela refaz passeios de D.H. Lawrence e Henry James, e consulta o poeta Virgílio. Tão talentosa na cozinha quanto ao escrever sobre vinhos e culinária, Mayes também cria dezenas de deliciosas receitas sazonais, todas elas incluídas no livro.

Ao fazer pela Toscana o que M.F.K. Fischer e Peter Mayle fizeram pela Provence, Mayes fala das singularidades e prazeres de um país estrangeiro com entusiasmo e paixão. Uma enaltação da extraordinária qualidade de vida da região, Sob o sol da Toscana é um banquete para todos os sentidos, e como tal foi consagrado nas listas de mais vendidos de todo o mundo e adaptado com enorme sucesso para o cinema.

Chocolate – Joanne Harris

Comentei sobre esse filme/livro na semana passada. Por isso,  enquanto revia ele no Netflix sábado passado (não resisti ver o trailer do filme e acabei indo rever) decidi que iria comprar um livro. Agora é rezar para encontrar-lo alguma livraria.

A chegada da misteriosa forasteira Vianne Rochet e de sua filha Anouk na pequena cidade francesa de Lansquenet-Sous-Tannes muda para sempre a vida de seus habitantes. Vianne abre uma loja especializada em chocolates finos bem em frente à igreja. O local é visto pelo cura do vilarejo – o padre Reynaud, um homem com um grande mistério escondido em seu passado – como uma ameaça à integridade de seu rebanho, principalmente diante da proximidade da quaresma, um tradicional período de abnegação.

Criando uma atmosfera fantástica e mágica, os aromas e sabores dos doces não provocam apenas o paladar dos moradores de Lansquente. Liberam, também, paixões e desejos reprimidos, o que é tomado como influência demoníaca pelo padre. O conflito com a igreja agrava-se ainda mais quando Vianne anuncia um festival de chocolate no domingo de Páscoa. Horrorizado com a perda de influência sobre a comunidade, o padre elabora um plano para acabar com a festa, com resultados imprevisíveis que mudam para sempre a vida dos habitantes do lugarejo.

Azar o Seu – Carol Sabar

Li algumas resenhas de ‘’Azar o Seu’’ e senti que esse era outro chick-lit para eu me apaixonar, me deliciar e relaxar! As comparações com os livros da Carina Rissi (que eu ADORO) me animaram muito! Não vejo a hora de ler!

Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido… E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo… O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia… Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga… Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz. 

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo

*todas as sinopses foram retiradas do Skoob.

Filmes que você NÃO sabia que eram baseados em livros

Esse é o negativo da minha ultima lista, para lê-la, clique aqui.

Pesquisei alguns filmes que eram baseados em livros e acabei descobrindo verdadeiras perolas! Alguns filmes aqui listados são realmente muito bons (digo alguns, porque não vi todos que estão nessa lista) e isso faz com que eu ache que os livros devem ser sensacionais.

Ultimamente, livros que vão virar filme acabam sendo lançados ou relançados com o objetivo de pegar carona no sucesso das telinhas. Acredito eu que isso não tenha acontecido com os filmes aqui listados já que a maioria infelizmente não tem uma versão em português publicada aqui.

Muito Bem Acompanhada – Asking For Trouble

image[1]

‘’Muito Bem Acompanhada’’ é um dos meus filmes favoritos de comédia romântica e o livro no qual ele foi baseado, ‘’Asking for Trouble’’ acabou virando um dos meus chick-lits favoritos. O filme conta a história de Kat, uma mulher que levou um fora de seu namorado quando todo mundo achava que os dois iam casar. Agora ela vai ter que ir ao casamento de sua irmã mais nova, onde seu ex vai estar presente, e para provar que ela está bem e fazer com que ele se arrependa de ter terminado o relacionamento, Kat contrata um prostituto para fingir ser seu namorado. Dei uma sorte do caramba e consegui comprá-lo. É um daqueles raros casos em que tanto o livro quanto o filme são ótimos.

Duro de Matar – Nothing Lasts Forever

image[2]

‘’Nothing Lasts Forever’’ deu origem ao filme de 1988 estrelando Bruce Willis, ‘’Duro de Matar’’. O livro de Roderick Thorp é a continuação de ‘’O Detetive’’, que também virou filme, só que em 1966 e estrelando Frank Sinatra. Apesar de ambos serem do mesmo autor e transformados em filme posteriormente, ‘’O Detetive’’ e ‘’Duro de Matar’’ não são sequencias.  Segundo as resenhas que li, o filme foi bem fiel ao livro e o autor teve mais textos adaptados ao cinema.

Forrest Gump: O Contador de Histórias – Forrest Gump

image[3]

Não foi tão surpreendente descobrir que ‘’Forrest Gump: O Contador de Histórias’’ foi baseado em um livro, mesmo assim, tenho que admitir que nunca o vi em uma livraria. Do autor Winston Groom, ‘’Forrest Gump’’ foi publicado originalmente em 1986 e vendeu 30.000 copias antes de se tornar um filme em 1994. Segundo as resenhas que eu li, o livro tem diferenças gritantes da versão estrelada por Tom Hanks e algumas partes da personalidade, além de uma experiência na NASA e outras carreiras de Forrest foram completamente omitidas pelos roteiristas do filme.

 ‘’Forrest Gump:O Contador de Histórias’’ foi publicado no Brasil pela editora Rocco.

Menina de Ouro – Menina de Ouro

image

Antes de ser um sucesso no cinema e, posteriormente, nas livrarias, ‘’Menina de Ouro’’ se chamava ‘’Ropes Burn’’ (Cordas Queimam) e seu autor,Jerry Boyd usando o pseudomino de  F. X. Toole morreu sem fazer sucesso como escritor ou treinador de boxe. Jerry escreveu uma serie de historias sobre boxeadores e treinadores e passou 40 anos tentando vender os direitos de seu livro para editoras. Isso até que Clint Eastwood o descobriu, comprou os direitos do livro e o transformou em um sucesso vencedor de Oscars que me fez chorar até soluçar.

Diferente da maioria dos livros dessa lista, ‘’Menina de Ouro’’ foi publicado aqui no Brasil pela Geração Editorial.

Zodíaco – Zodíaco

image[5]

Nunca consigo acabar de ver ‘’Zodíaco’’ porque sempre acabava com medo demais para ver até o final. Sabia que o filme era baseado em uma série de assassinatos que ocorreram em São Francisco, no final de 1960 e começo de 1970. O assassino enviava cartas codificadas e textos que ele escrevia para o jornal The San Francsico Chronicle e exigia que os publicassem.  Robert Graysmith, autor do livro, trabalhava de cartunista no Chronicle na época dos assassinatos e estudou de perto todos os casos. A adaptação aos cinemas de 2007, segundo as resenhas que li, tem pouco a ver com o livro de Graysmith.

‘’Zodíaco’’ foi publicado no Brasil pela Novo Conceito.

Sob o Sol da Toscana – Sob o Sol da Toscana

image[6]

‘’Sob o Sol da Toscana’’ é o tipo de filme que passa sempre na televisão e que eu NUNCA consigo ver inteiro. Ele conta a historia de uma mulher que após seu divorcio decide se mudar para a Toscana, comprar e restaurar uma verdadeira Villa e se mudar para lá. Tem uns toquezinhos de romance e alguns italianos lindos (quer filme mais perfeito que esse?). Além de ser um filme baseado em um livro, ‘’Sob o Sol da Toscana’’ é a historia real da autora, Frances Meyes. Acredito que o filme não seja muito fiel ao livro, já que li ‘’Todos os Dias da Toscana’’ (uma espécie de continuação do livro) e não achei a historia tão envolvente e fofa como a dos cinemas.

‘Sob o Sol da Toscana’’ foi publicado no Brasil pela editora Rocco, mas existe uma versão da LP&M Pocket também.

Sexta Feira Muito Louca – Freaky Friday

image[7]

O filme que conta a história de mãe e filha que trocam de corpo tem uma historia mais velha do que eu. ‘’Freaky Friday’’ da autora Mary Rodgers foi publicado originalmente em 1972 e, segundo alguns sites, teve como inspiração outro livro de 1882 chamado ‘’’Vice Versa’’ de F. Anstey, no qual os protagonistas são pai e filho. Além da versão de 2003 estrelada por Lindsay Lohan e Jamie Lee Curtis, ‘’Freaky Friday’’ teve uma versão em 1976 com Barbara Harris e Jodie Foster e outra em 1995 com Shelley Long e Gaby Hoffman. Pesquisei, mas infelizmente não encontrei uma versão do livro em português. Acho que deve ser um YA legalzinho, apesar de ser classificado como ‘‘children’s book’’ (livros de criança) por sua editora americana, a Harper Collins.

Como Perder um Homem em 10 Dias – How to Lose a Guy in 10 Days

image[8]

O filme é outra daquelas comédias românticas para ver no sábado de manhã. Escrito por Michelle Alexander e Jeannie Long, o livro é, na verdade, uma historia em quadrinhos. E, pelas resenhas no Goodreads (porque é obvio que ele não tem uma versão em português), o livro não tem uma historia de fundo como no filme e não passa de um guia de ‘’o que fazer’’ e ‘’o que não fazer’’. Muitas pessoas que resenharam o livro acham que ver o filme é mais legal. Isso é uma pena porque eu acho que ‘’Como Perder Um Homem em 10 Dias’’ daria um chick-lit bem fofo.

Legalmente Loira – Legally Blonde

image[9]

‘’Legalmente Loira’’ foi baseado no livro de mesmo nome da autora Amanda Brown. Pelas resenhas que li, o filme é muito fiel ao livro (acredito eu muda só a faculdade em que os personagens vão estudar), mas mesmo assim, a maioria delas também diz que esse é um dos raros casos em que o filme é melhor que o livro. Como ele não foi publicado aqui no Brasil e eu ache difícil que vá ter a mesma sorte que tive com ‘’Asking For Trouble’’ tão cedo, a dúvida fica no ar.

Chocolate – Chocolate

image[10]

‘’Chocolate’’ é um dos meus filmes favoritos. Conta a historia de uma mulher que abre uma chocolateria, na frente da igreja em uma cidadezinha na França em plena Quaresma. O livro é originalmente inglês e foi escrito pela autora Joanne Harris. A adaptação foi feita no ano 2000 e tem Johnny Depp como um dos atores. As resenhas que li falam muito bem da prosa da autora e que o livro é muito melhor que o filme (como sempre). Só não sei se eu trocaria as imagens de chocolate do filme, por uma simples descrição do livro.

‘’Chocolate’’foi publicado no Brasil pela editora Record, mas não consegui encontrar ele em quase nenhuma das livrarias online. Acho que tá na hora de imprimirem mais exemplares!

O Colecionador de Ossos – O Colecionador de Ossos

image[11]

Já faz um tempinho que li o livro, mas lembro que gostei e achei infinitamente melhor que o filme. Esse é daqueles de suspense e investigação que te deixam com os pelos da nuca de pé e tentando descobrir quem é o assassino antes mesmo dos detetives. O autor do livro é Jeffrey Deaver e ele foi publicado aqui no Brasil pela editora Record. ‘’O Colecionador de Ossos’’ é o primeiro livro da série de Lincoln Rhyme.

Espero que tenham gostado da lista!

Beijoos, A Garota do Casaco Roxo